Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

DEUS, HERMÉTICO OU HERMENÊUTICO?

Imagem
Qualquer filosofia que não passa por uma renovação constante, está fadada a enrijecer-se, isto é torna-se dogma. O dogma além de atingir consequências herméticas extremas, acaba por encerrar-se em si próprio, esgotando a possibilidade de novas descobertas e reinvenções nas múltiplas possibilidades inscritas nas mais variegadas dimensões do saber humana.
Uma epistemologia autêntica é sempre idiossincrática e nunca dogmática. Qualquer saber que pretenda ser absoluto em si próprio, está destinado a um provincialismo reducionista que envelhecerá  com o tempo, por não interagir com as constantes atualizações universais produzidas pelas descobertas e teorias que não são aporéticas, mas sim poréticas, por estar sempre aberta para explicações e  resignificações que deem conta dos constantes questionamentos gerados pela dúvida metódica do homem pós-moderno.
Um cientista, filósofo, teólogo, advogado, ou qualquer outro pensador que seja honesto intelectualmente falando,  já mais permitira que a b…