COMO IDENTIFICAR UM PSICOPATA?


Em 1991 o psicólogo canadense Robert Hare criou o método de avaliação para diagnosticar os graus de psicopatia de uma pessoa e identificou os critérios hoje universalmente aceitos para diagnosticar os portadores desse transtorno de personalidade. Apenas no ano 2000 Escala Hare PCL-R (Psycopathy Checklist Revised) foi traduzida e validade no Brasil. 

Em Mentes perigosas, a Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva revela esse sombrio transtorno de personalidade que acomete cerca de 4% da população mundial. A mesma é Médica graduada pela UERJ com pós-graduação em psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Mas, afinal quem são os psicopatas? Psicopatas são sujeitos com um padrão permanente de déficit afetivo, em conjunto com um prejuízo do respeito aos direitos alheios (apud, Mosqueira et al., 2004). Caracterizam-se essencialmente por apresentar um padrão de comportamento regido pela falta de confiança e de sentimentos por outrem, [...]. 

1) MANIPULADORES: Psicopatas adoram instrumentalizar pessoas e reificá-las, isto é, torná-las objetos para satisfazer seus desejos e vontades. Para os psicopatas, as outras pessoas são meros objetos ou coisas, que devem ser usados sempre que necessários para a satisfação do seu bel-prazer. O primeiro estudo sobre psicopatas só foi publicado em 1941, com o livro The Mask of Sanity ( A Máscara da Sanidade), de autoria do psiquiatra americano Hervey Cleckley. Ele cita diversos casos de pacientes que apresentavam um charme acima da média, uma capacidade de convencimento muito alta e ausência de remorso ou arrependimento em relação as suas atitudes. 

2) MENTIROSOS: Possuem uma boa lábia e quando desmascarados permanecem firmes como se nada fosse nada, usam o poder da palavra para conseguir os seus propósitos. Eles investigam desejos e sonhos das pessoas com as quais convivem e depois usam isso para prometer mundos e fundos para as mesmas, dizendo aquilo que as suas vitimas gostam de ouvir. 

3) EGOCÊNTRICOS: Os psicopatas se veem como centro do universo e tudo deve girar em torno deles. Embora eles saibam que estão violando os direitos básicos dos outros, por escolha reconhecem somente as suas próprias leis. Eles também são empreendedores sempre pensam grande e costumam arriscar alto, mas, toda vez que isso ocorre, pode ter certeza de que o dinheiro arriscado é de outra pessoa, ou melhor, de mais uma de suas vítimas. E se por acaso tudo der errado, pode ter certeza a culpa nunca é dele, e sim sua. Eles são especialistas nisso, hábeis em culpar as outras pessoas por seus atos, eximindo-se de qualquer responsabilidade. 

4) SEM EMPATIA: Empatia é a capacidade de considerar e respeitar os sentimentos alheios. É a habilidade de se colocar no lugar do outro, mas fique tranquilo os psicopatas não ligam para isso, pois eles não sabem o que é EMPATIA. Os psicopatas estão preocupados única e exclusivamente com o seu BEM-ESTAR. Caso demonstrem possuir laços mais estreitos com alguns membros de sua família (esposa, filhos), certamente é pelo sentimento de possessividade e não pelo amor genuíno. Psicopatas gostam de possuir coisas e pessoas, logo, é com esse sentimento de posse que eles se relacionam com o mundo e com as pessoas. 

5) POBREZA DE EMOÇÕES: Muitos psiquiatras afirmam que as emoções dos psicopatas são tão superficiais que podem ser consideras algo bem similar ao que denominam “proto-emoções” (respostas primitivas às necessidades imediatas). Eles são 100% Razão e 0% Emoção. Porém, não se engane eles são capazes de convencer as pessoas que são capazes de vivenciar fortes emoções, no entanto eles sequer sabem diferenciar as nuances existentes entre elas. Uma outra coisa que os psicopatas não sentem é fobia, isto é, medo, isso por que suas amidalas cerebelosas são menores que as das pessoas comuns. 
Se você ao ler as características aqui descritas se identificou com algumas delas, acalme-se, pois apenas um profissional é quem pode avaliar se você é ou não um psicopata. 
Deixo como recomendação para um esclarecimento maior a referência filmográfica, “PRECISAMOS FALAR SOBRE KEVIN”. Esse filme ajudará vocês que tem interesse pelo assunto a dirimir algumas dúvidas e a detectar tais sintomas. Mas lembre-se o veredicto final deve vir de um profissional. 

Abraços.

Paulo Mazarem 
Florianópolis
09 Jan. 15.


REFERENCIAS:

SILVA, Ana B. B. Mentes perigosas, o psicopata mora ao lado. Ed. de Bolso.- Rio de Janeiro: objetiva, 2010. p, 75-103.

Seria capaz de identificar um psicopata? Conheça a Escala de Hare. Disponível em: < http://gshow.globo.com/programas/dupla-identidade/Extras/noticia/2014/09/seria-capaz-de-identificar-um-psicopata-conheca-a-escala-de-hare.html> Acesso: 01 Jan. 15.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ALIMENTAÇÃO DOS TEMPOS BÍBLICOS

RESENHA DO FILME TERRA VERMELHA

RELIGIOSIDADE NA ERA PALEOLÍTICA/NEOLÍTICA